O TEXTO PUBLICITÁRIO

Fala galera!

Analisando as últimas provinhas do ENEM, podemos perceber que um dos gêneros textuais mais cobrados em questões é o chamado TEXTO PUBLICITÁRIO.

Diante da relevância desse assunto, vamos concentrar nossa atenção nas características principais desse texto. Primeiramente, um texto publicitário tem por essência trabalhar com a persuasão, ou seja, busca convencer, chamar a atenção ou seduzir um determinado público-alvo. A seguir, podemos ver um exemplo:

Fonte:http://2.bp.blogspot.com/_glyLfBk9Cic/Sw3v1belNbI/AAAAAAAAMwE/5aA0PD_bEb...)


Reparem que o objetivo do anúncio acima é conscientizar a população a respeito do combate ao mosquito da dengue, ratificando sua função social. Percebam que ele é composto, basicamente, por uma imagem (linguagem não verbal) e por palavras (linguagem verbal), que se combinam e criam uma mensagem clara e direta.

Além disso, o uso de verbos no modo imperativo (“Não deixe”) e a presença de pronomes de terceira pessoa (“sua”) marcam um direcionamento ao receptor – a chamada interlocução. Tais recursos confirmam a predominância da função apelativa da linguagem.


SE LIGA!

Caso vocês tenham alguma dúvida sobre tipos de linguagem ou funções da linguagem, é só dar uma conferida nos nossos posts anteriores:

http://soumaisenem.com.br/portugues/lingua-e-linguagem/os-tipos-de-linguagem-e-os-signos-linguisticos

http://soumaisenem.com.br/portugues/lingua-e-linguagem/funcoes-da-linguagem

Além disso, é muito comum a utilização de diversos recursos em textos publicitários. Vejam os exemplos a seguir:


JOGO DE PALAVRAS

 

A peça publicitária acima da Rede de hortifrutigranjeiros Hortifruti utiliza-se de um jogo de palavras envolvendo o nome do filme “Tropa de Elite” e uma das famosas falas do longa brasileiro “Pede pra sair”.

 

 

 

CONHECIMENTO PRÉVIO E POLISSEMIA

 

O anúncio acima, destinado a gestantes, faz referência a um famoso dito popular “ter o rei na barriga” para mostrar que uma mãe faria o que fosse necessário para agradar seu “rei”, ou seja, seu filho, oferecendo a ele produtos de qualidade da marca “Lillo”. Para que essa mensagem seja decodificada corretamente, é preciso uma cultura geral por parte do receptor, ou seja, um conhecimento prévio do dito popular.

 

Além disso, observamos a multiplicidade de sentidos, ou seja, a polissemia, envolvida no vocábulo “rei”. O vocábulo em questão varia desde a significação literal “vossa majestade”, a sinônimo de “filho”, “figura mais importante”, “soberano”.

 

 

 

HUMOR

Um olhar mais apurado e a nítida referência ao palhaço Ronald McDonald, famoso personagem da marca concorrente. De forma bem humorada, sem precisar explicar ou escrever algo, o anúncio acima da marca “Burger King” mostra de maneira criativa a até então superioridade em relação à concorrência. Brilhante!

 

 

 

AMBIGUIDADE 


Vejam como a ambiguidade, ou seja, o duplo sentido é utilizado no caso acima para intensificar o conceito proposto pelo dicionário Aurélio. “Bom pra burro” pode significar “muito bom” ou ainda fazer referência àqueles considerados “burros”, “desconhecedores” de determinadas palavras.

 

REPETIÇÕES (DE SONS OU DE PALAVRAS)

 

Para fechar, analisaremos um clássico! O vídeo abaixo fez muito sucesso na década de 90 na propagação da marca de chocolates Garoto – “baton”.

http://www.youtube.com/watch?v=aMYiF-GRoM0

Notem como a repetição está presente no vídeo. O imperativo “Compre Baton” reitera o objetivo “hipnótico” do comercial em convencer o público a consumir o produto.

 

SE LIGA!

SLOGAN:  frase de efeito, geralmente curta e de fácil absorção pelo público-alvo, responsável pela propagação de determinado produto.

Exemplo:

“Tomou Doril a dor sumiu” – famoso slogan do medicamento “Doril”.

 

CAIU NO ENEM

 

(ENEM 2011)

Disponível em: http://www.ccsp.com.br. Acesso em: 27 jul. 2010 (adaptado).

 

O texto é uma propaganda de um adoçante que tem o seguinte mote: “Mude sua embalagem”. A estratégia que o autor utiliza para o convencimento do leitor baseia-se no emprego de recursos expressivos, verbais e não verbais, com vistas a:

a) ridicularizar a forma física do possível cliente do produto anunciado, aconselhando-o a uma busca de mudanças estéticas.

b) enfatizar a tendência da sociedade contemporânea e buscar hábitos alimentares saudáveis, reforçando tal postura.

c) criticar o consumo excessivo de produtos industrializados por parte da população, propondo a redução desse consumo.

d) associar o vocábulo “açúcar” à imagem do corpo fora de forma, sugerindo a substituição desse produto pelo adoçante.

e) relacionar a imagem do saco de açúcar a um corpo humano que não desenvolve atividades físicas, incentivando a prática esportiva.

 

 

Comentários:

Como podemos perceber, a alternativa que melhor responde à questão é a letra “D”. É preciso ficar atento ao direcionamento da pergunta. A estratégia de convencimento parte de recursos expressivos que apontam justamente para a associação entre a palavra “açúcar” (parte verbal) e a imagem do corpo fora de forma (não verbal). Como a propaganda é de adoçante, há uma sugestão para que o consumidor “Mude a embalagem”, ou seja, substitua o açúcar pelo produto em questão.

 

Dúvidas? Comentem!Laughing



 

Assuntos



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2014. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria