SEMÂNTICA - CONCEITOS BÁSICOS

Fala, galerinha!

Para introduzirmos o assunto de hoje, resolvi começar este post de um jeito diferente...afinal, um pouquinho de poesia não faz mal a ninguém:

POESIA CLARA

(Gustavo Haddad)

 

Eu quero uma poesia clara

Que me diga sim ou não

Sem semântica sem nada

Que revele uma direção

 

Para o mais comum dos homens, para mim

Que grite alto o nosso nome

 

Se eu não compreendo, eu não vou responder

Rasgue a fantasia, deixe eu ver você

Mundano ou espiritualista

(Romântico ou naturalista)

Não perca seu ponto de vista, não...

 

Eu quero uma posição sincera

Que erre ou acerte com exatidão

Sem rodeios, sem promessas

Que aponte uma direção

 

A poesia acima aborda o tema da nossa aula de hoje: SEMÂNTICA.  No texto, o eu lírico afirma, na primeira estrofe, que a clareza da poesia só é possível “sem semântica sem nada”. Segundo ele, a direção só é revelada a partir do momento em que não existe a semântica. Como poderíamos explicar tal ponto de vista?

Primeiramente, devemos compreender que a semântica é o estudo dos significados dos vocábulos da língua. Além disso, devemos partir do princípio de que os sentidos das palavras são amplos, pois dependem do contexto ou até mesmo da intenção de quem emite uma mensagem.

Dessa forma, podemos captar que essa “direção” mencionada no quarto verso da primeira estrofe diz respeito à significação mais restrita, exata. A semântica corresponde exatamente a essa ampliação de entendimentos, o que, para o eu – lírico, acaba com a clareza.

No nosso dia a dia, entretanto, essa diversidade de significado é fundamental. Na interpretação textual, por exemplo, lidamos o tempo todo com essa multiplicidade de sentidos.

Observem a charge a seguir:

http://silveiraroccha.blogspot.com/2011/04/falar-um-belo-palavrao-ajuda-aliviar.html

Vejam que o vocábulo “político”, no contexto acima, tem uma carga negativa de significação; equivale a um “xingamento”. A expressão dos personagens associada à visão que, muitas vezes, temos desses “representantes do povo” confirmam esse valor semântico.

 

CONCEITOS IMPORTANTES:

  • Campo semântico

É um campo de sentido, formado por palavras que pertencem a uma mesma esfera de significação.

Tomemos por exemplo os seguintes vocábulos: escola, colégio, alunos, professores, salas de aula, educação.

Podemos dizer que as palavras acima pertencem a um mesmo campo semântico.

  • Polissemia

É a propriedade que alguns vocábulos possuem de assumir vários significados dependendo do contexto em que estejam inseridos.

Observem, a seguir, os diferentes significados gerados a partir da expressão “cão de guarda”:

 

SE LIGA!

Essa multiplicidade de sentidos é justificada pelos valores denotativos e conotativos das palavras.

Denotação: equivale ao significado real; literal da palavra.

Conotação: sentido figurado.

Exemplos:

Meu coração pulsava forte. (sentido denotativo)

A Amazônia é o coração do Brasil. (sentido conotativo)

 

CAIU NO ENEM

TEXTO I

No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra

[...]

ANDRADE, C. D. Reuniao. Rio de Janeiro: Jose Olympio, 1971 (fragmento).

TEXTO II

As lavadeiras de Mossoró, cada uma tem sua pedra no rio: cada pedra é herança de família, passando de mãe a filha, de filha a neta, como vão passando as águas no tempo [...]. A lavadeira e a pedra formam um ente especial, que se divide e se reúne ao sabor do trabalho. Se a mulher entoa uma canção, percebe-se que nova pedra a acompanha em surdina...

[...]

ANDRADE, C. D. Contos sem propósito. Rio de Janeiro: Jornal do Brasil, Caderno B, 17/7/1979 (fragmento).

Com base na leitura dos textos, é possível estabelecer uma relação entre forma e conteúdo da palavra "pedra", por meio da qual se observa:

a) o emprego, em ambos os textos, do sentido conotativo da palavra "pedra".

b) a identidade de significação, já que nos dois textos, "pedra" significa empecilho.

c) a personificação de "pedra" que, em ambos os textos, adquire características animadas.

d) o predomínio, no primeiro texto, do sentido denotativo de "pedra" como matéria mineral sólida e dura.

e) a utilização, no segundo texto, do significado de "pedra" como dificuldade materializada por um objeto.

 

Comentários:

Como podemos perceber, a palavra “pedra” tem diferentes significados nos contextos em questão. No texto I, por exemplo, pode significar alguma “dificuldade” que exista “no meio do caminho”, ou seja, na vida do eu lírico. Já no texto II, é uma metáfora para a história de vida de cada lavadeira. Logo, em ambas as situações, o vocábulo “pedra” apresenta sentido figurado, isto é, conotativo. A alternativa que expõe isso é a letra A.

 

Bem, galera, hoje, vimos os conceitos básicos sobre semântica. No próximo post, vamos estudar e aprofundar novos aspectos relacionados a esse importante assunto. Fiquem ligados!

Alguma dúvida? Curtiram o post? Comentem!

Até a próxima!Wink

 

 

 

 


 



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria