OS GÊNEROS LITERÁRIOS

Galerinha animada para o ENEM!!!!! 

O exame se aproxima a cada dia mais e o frio na espinha toma conta. Mas não pare de estudar! Siga nossas aulas, divulgue-as, comente-as, tire suas dúvidas!

A seguir mais uma aula de Literatura para vocês!

GÊNEROS LITERÁRIOS

A Literatura é uma forma de arte realizada por meio da linguagem verbal. Trata-se da forma de expressar sentimentos e experiências através dos tempos, identificando, assim, diferentes visões de mundo.

A forma como os conteúdos literários se organizam assume um gênero.

Os gêneros literários são divididos em:

  • NARRATIVO
  • LÍRICO
  • DRAMÁTICO

 

GÊNERO NARRATIVO

                Trata-se do gênero tradicionalmente definido como narração, que se contitui como uma organização em que um narrador conta uma história, sob determinado foco,  em que personagens se envolvem em ações que transcorrem num espaço e tempo definidos.

                Entre os textos do gênero narrativo estão o romance, a novela, a crônica, o conto, a novela e a fábula.

                Estavam, de repente, frente a frente. O passado cobrava por esse encontro. O futuro dependia dos olhares, das palavras, dos gestos. Tudo seria registrado, nada escaparia de uma cobrança. O presente, entre eles, não existia.

                (M Nunes)


ÉPICO –  O gênero narrativo também é chamado de épico. Sua marca é o sentimento dos valores  coletivos, ou seja, a história contada exalta as qualidades e feitos de um povo. São conhecidos também como epopeias. Histórias como "A Ilíada", "Odisseia", "Os Lusíadas" e o mais recente "O Senhor dos Anéis" e "300" são exemplos de gêneros épicos.

 Veja o discurso final no filme "300" (As cenas são fortes, mas tenha atenção sobre o discurso)


GÊNERO LÍRICO

                Gênero cuja composição, inicialmente, era acompanhada por uma lira. O autor escreve poemas sobre emoções, sentimentos, estados de espírito. São exaltados aqui as ações e sentimentos individuais.

                Há várias estruturas formais do gênero lírico. As mais conhecidas e abordadas são:

        a) ELEGIA – trata de acontecimentos tristes, muitas vezes a morte de uma figura pública.

        b) ÉCOGLA – poema pastoril que retrata a vida bucólica / campestre dos pastores.

        c) ODE – forma de exaltação aos valores nobres, tom de louvor.

        d) SONETO – estrutura fixa de 14 versos (2 quadras, 2 tercetos), considerada a mais conhecida das formas líricas.

A seguir, o ator Paulo José recita "Amar", de Carlos Drummond de Andrade:

 


GÊNERO DRAMÁTICO

                A característica do gênero dramático é a ação. São textos para serem representados, cuja encenação é realizada por atores, em cenários.

                Segundo a divisão aristotélica, o gênero dramático divide-se em tragédias e comédias.

                Nas tragédias, a intenção é provocar o público com textos que refletem sobre paixões e vícios humanos.

                Nas comédias, retratam-se os fatos cotidianos, corriqueiros, com o objetivo de criticar os costumes por meio do riso.

No vídeo abaixo, Paulo Gustavo interpreta a caricatura das mães, satirizando os comportamentos comuns a essas maravilhosas mulheres.

 

CAIU NO ENEM

(2009)

Gênero dramático é aquele em que o artista usa como intermediária entre si e o público a representação. A palavra vem do grego drao (fazer) e quer dizer ação. A peça teatral é, pois, uma composição literária destinada à apresentação por atores em um palco, atuando e dialogando entre si. O texto dramático é complementado pela atuação dos atores no espetáculo teatral e possui uma estrutura específica, caracterizada: 1) pela presença de personagens que devem estar ligados com lógica uns aos outros e à ação; 2) pela ação dramática (trama, enredo), que é o conjunto de atos dramáticos, maneiras de ser e de agir das personagens encadeadas à unidade do efeito e segundo uma ordem composta de exposição, conflito, complicação, clímax e desfecho; 3) pela situação ou ambiente, que é o conjunto de circunstâncias físicas, sociais, espirituais em que se situa a ação; 4) pelo tema, ou seja, a ideia que o autor (dramaturgo) deseja expor, ou sua interpretação real por meio da representação.

 COUTINHO, A. Notas de teoria literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1973 (adaptado).

Considerando o texto e analisando os elementos que constituem um espetáculo teatral, conclui-se que

a) a criação do espetáculo teatral apresenta-se como um fenômeno de ordem individual, pois não é possível sua concepção de forma coletiva.  

b) O cenário onde se desenrola a ação cênica é concebido e construído pelo cenógrafo de modo autônomo e independente do tema da peça e do trabalho interpretativo dos atores.  

c) o texto cênico pode originar-se dos mais variados gêneros textuais, como contos, lendas, romances, poesias, crônicas, notícias, imagens e fragmentos textuais, entre outros.  

d) o corpo do ator na cena tem pouca importância na comunicação teatral, visto que o mais importante é a expressão verbal, base da comunicação cênica em toda a trajetória do teatro até os dias atuais.  

e) a iluminação e o som de um espetáculo cênico independem do processo de produção/recepção do espetáculo teatral, já que se trata de linguagens artísticas diferentes, agregadas posteriormente à cena teatral.

 

GABARITO

Dentre as opções, aquela que se apresenta de acordo com o texto do estudioso Afrânio Coutinho é a letra C. Diferentes gêneros literários podem ser convertidos na linguagem teatral, bastando adaptá-los ao gênero dramático. 


É isso aí, gente! Até a próxima! Wink

Michelle Nunes



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria