PRÉ-MODERNISMO: O INÍCIO DO SÉCULO XX E OS CAMINHOS DA LITERATURA BRASILEIRA

Queridos,

Chegamos ao século XX e, com ele, profundas transformações ocorrem, marcando a história da humanidade. Na aula de hoje, vamos compreender todo o contexto histórico brasileiro e o projeto pré-modernista. Boa aula!

 

CONTEXTO HISTÓRICO

Nas primeiras décadas após a proclamação da República, o  país vivencia diferentes momentos:

  • transformações urbanísticas nas principais capitais;
  • a seca no nordeste e a Guerra de Canudos;
  • a prosperidade e riqueza ao norte com a borracha;
  • o lucro com o café em São Paulo.

REFORMA NAS CIDADES

Os principais centros políticos passaram por uma transformação do espaço urbano, desencadeando um processo de “europeização” do país: abertura de largas avenidas e construção de prédios com a arquitetura europeia, eliminando os traços portugueses, predominantes em capitais como Manaus, Belém, Rio de Janeiro e São Paulo.

Como consequência imediata ao processo de reurbanização, houve o deslocamento de milhares de pessoas que moravam em cortiços, nos centros urbanos, para locais com difícil acesso.

O Rio de Janeiro não podia continuar a ser uma estação de carvão, enquanto Buenos Aires era uma verdadeira capital européia. Como é que não tínhamos largas avenidas, passeios de carruagens, hotéis de casaca, clubes de jogo?

(Lima Barreto.Recordações do escrivão Isaías Caminha. Prosa Seleta.RJ: Nova Aguilar, 2001. p 209-210)

 

CONFLITOS NO NORDESTE

A região enfrentava o crônico problema da seca. Vivendo de modo precário, agarravam-se a qualquer fio de esperança. E nesse momento, surge a figura de António Conselheiro, um beato que profetizava a transformação do sertão em mar, anunciando a aproximação do dia do Juízo Final. Com isso, criou, no interior da Bahia, a comunidade de Belo Monte, onde se reuniram milhares de fiéis em busca de redenção. A situação logo ficou tensa entre os republicanos e os fiéis, desencadeando embates sangrentos que fizeram parte da Guerra de Canudos, cuja duração estendeu-se por quase um ano e teve como desfecho a “vitória” do Governo, contabilizando a morte de mais de 25 mil brasileiros, entre soldados e conselheiristas.

 

PRÉ-MODERNISMO: AS MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS DO INÍCIO DO SÉCULO

As produções literárias da época são voltadas para o interesse público, que busca por informações, portanto, para um ávido leitor de notícias diárias. A criação do telégrafo permitiu que correspondentes que fossem à Bahia, por exemplo, narrassem com veracidade os fatos que se sucediam em Canudos. A fotografia também se constitui como fonte importante cuja contribuição histórica tem grande valor hoje. Nesse clima, a literatura também ganha “agilidade” e atualiza-se, com a publicação de textos, numa circulação rápida, estabelecendo contatos com a realidade.

Assim, pode-se dizer do projeto pré-modernista

- Há o desejo de mostrar o Brasil real aos brasileiros;

- Quer criticar a realidade social e mostrar as diferenças na economia do país;

- Uma aproximação da linguagem ao texto jornalístico: dinâmica, informativa, documental.

 

Vamos, na próxima aula, ver os principais autores desta época. Para adiantar, segue um programa sobre Lima Barreto e a reurbanização do Rio de Janeiro.

 

Até a próxima! Continue curtindo e divulgando o Sou Mais!

Michelle NunesWink



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2017. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria