CLASSES DE PALAVRA: O VERBO (II) CLASSIFICAÇÃO

Oi, galerinha!

Vamos continuar nossa viagem no maravilhoso mundo dos verbos?

Bom, na aula anterior,  vimos a estrutura. Agora, vamos ver algumas formas de apresentação do verbo e a classificação. Segue!

 

LOCUÇÃO VERBAL

É a expressão formada por dois ou mais verbos, ligados ou não por preposição, que geram o sentido de UMA AÇÃO.

Na locução verbal, da expressão, somente 1 verbo exprimirá a ação, sendo ele chamado de VERBO PRINCIPAL. Ele sempre será apresentado em uma forma nominal: gerúndio, particípio ou infinitivo.

Como apoio, vêm os VERBOS AUXILIARES. Indicam tempo, modo, número e pessoa da forma verbal, por isso, sempre aparecem flexionados.

O trabalho estará sendo executado para o bem de todos.

A menina precisa de saber a verdade.

 

FORMAS NOMINAIS

São as formas que se apresentam na estrutura oracional atuando com o valor de um nome (substantivos, adjetivos, advérbios). Também compõem as locuções verbais.

As formas nominais são:

 

  • INFINITIVO (-R) – possui o valor substantivo e expressa a ação propriamente dita.

Caminhar é um exercício necessário.

 

  • GERÚNDIO (-NDO) – possui valor adverbial e expressa ação em andamento.

É errando que se aprende.

Saindo de casa, passaremos na farmácia.

 

  • PARTICÍPIO (-DO) – possui valor adjetivo e expressa ação concluída.

A roupa separada será doada.

 

Atenção!Surprised

Saiba que há o infinitivo impessoal (usado no caso acima) e há o infinitivo pessoal, aquele cuja pessoa do discurso é identificada por meio da presença das desinências número-pessoais.

viverMOS / saírEM / conhecerDES

 

CLASSIFICAÇÃO VERBAL

VERBOS REGULARES – não apresentam alteração no radical ao longo de suas formas verbais.

amar / sorrir / partir / comer / chorar / sonhar

 

VERBOS IRREGULARES -  apresentam certa alteração no radical em algumas formas verbais.

poder / fazer / saber / valer

 

VERBOS ANÔMALOS – apresentam alteração profunda no radical. São apenas dois verbos:

ser / ir.

 

VERBOS DEFECTIVOS – não apresentam conjugação completa. Existem tempos, modos que certas pessoas verbais não possuem forma verbal. Isso pode ocorrer por desuso ou por falta de eufonia ou, ainda, para não confundir com outra forma verbal, mais conhecida.

Falir / colorir / abolir / delinquir / demolir / explodir / reaver / precaver / feder

 

VERBOS ABUNDANTES – apresentam mais de uma forma verbal. São os particípios que se apresentam nas formas regulares e irregulares.

Como usar os particípios abundantes? Eles sempre são antecedidos pelos verbos auxiliares: ter / ser / estar / haver. A função deles é esclarecer a ação presente. 

Para usar as formas regulares e irregulares, conforme a norma culta, atente para o verbo auxiliar adequado:

TER / HAVER ->  PARTICÍPIO REGULAR

Eu tinha imprimido o trabalho errado.

Todos haviam enxugado  as lágrimas com a cena. 


SER / ESTAR –>  PARTICÍPIO IRREGULAR

O  rapaz foi morto misteriosamente.

O trabalho estava impresso há meses.

 

Cuidado! Surprised

Há formas de particípio que NÃO apresentam duas formas. Os verbos  cobrir / escrever / chegar / trazer, por exemplo, só possuem uma estrutura, sendo, então: coberto / escrito / chegado / trazido.

O verbo pegar, inicialmente, também só possuía uma forma: "pegado", mas o uso da forma "pego" popularizou-se de tal forma que já é aceita pela Gramática, desde que usada atendendo à norma dos auxiliares. O homem foi pego em flagrante. 

  • Veja o quadro a seguir com alguns verbos abundantes.

 

 

 QUESTÃO PARA EXERCITAR!________________________________________________________________________

Troque o verbo ou feche a boca

Rita Lee cantava uma música que dizia "o resto que se exploda, feito Bomba H". Será que na língua culta existe "exploda"? Explodir é verbo defectivo, ou seja, não tem conjugação completa. No presente do indicativo, deve-se conjugá-lo a partir da segunda pessoa do singular (tu explodes, ele explode etc.). Muita gente não sabe da existência dos defectivos e os "conjuga" em todas as pessoas.

(Pasquale Cipro Neto, http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1996/10/10/fovest/8.html)

A alternativa que exemplifica o que foi expresso no último período é

a) Houveram dificuldades na resolução da questão.

b) Ficaremos felizes se vocês mantiverem a calma.

c) É preciso fazer contas para que a prestação caiba no orçamento.

d) Empresário reavê judicialmente a posse de seu imóvel.

e) Polícia deteve quase 60 torcedores nas imediações do Morumbi.

 

GABARITO

Prestando atenção, veremos que a única opção que trata do verbo defectivo contrariando a norma culta é a letra C: o verbo reaver é defectivo e deve ser conjugado como o verbo haver. No caso da oração, não há a forma para o verbo ser conjugado.

[C]

 

Gostou? Curte aí! Compartilhe! Laughing Vamos divulgar o trabalho do Sou +!

Até a próxima!

Michelle Nunes Wink



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria