COESÃO TEXTUAL - conceitos básicos

Fala, galera!

Hoje vamos falar sobre um conceito importantíssimo para o ENEM: coesão. Vamos entender aqui neste post como isso pode ser cobrado na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e, de quebra, na Redação.


A COESÃO TEXTUAL

O vocábulo “texto” tem origem do latim “textum”, que significa “tecido”. Fazendo-se uma analogia, podemos pensar que um tecido é resultado de uma união de pequenos fios que se costuram até um determinado limite de extensão. Já no caso de um texto, temos elementos que precisam, também, estar “costurados” para que formem um dado sentido.

Um texto com coesão é um texto conectado, interligado. Além de uma sequência lógica (coerência), um texto precisa que suas ideias estejam encadeadas.


Os elementos coesivos

Podemos utilizar diversos mecanismos linguísticos para exercer a coesão em um texto. Conjunções, sinônimos, pronomes, numerais, advérbios são alguns exemplos. Observem o exemplo a seguir:

Notem na frase: “Senhor, o índice de violência cresceu tanto, que já não há mais espaço no gráfico para apontá-lo”, a presença de dois mecanismos coesivos: o conectivo “que” estabelecendo uma relação de consequência entre as orações e a forma verbal junto ao pronome oblíquo “apontá-lo”, substituindo a expressão “índice de violência”.


A coesão no período composto

Além de nos preocuparmos com os elementos coesivos, para que um texto tenha coesão, devemos estar atentos à construção de períodos compostos. Observe o exemplo a seguir:

A sociedade que aguarda uma atitude do governo brasileiro que nada faz para amenizar o desemprego e a criminalidade no país.

Analisando-o, temos as seguintes ideias subordinadas:

1) A sociedade

2) que aguarda uma atitude do governo brasileiro

3) que nada faz

4) para amenizar o desemprego e a criminalidade no país.

Notem como o segundo trecho está subordinado ao primeiro, que seria a primeira oração, mas que está truncada; a terceira parte também acompanha essa relação de subordinação; a quarta tem o sentido de finalidade em relação à terceira. O grande problema do período está na primeira parte, que está incompleta. Houve uma sucessão de inserções e a ideia inicial não foi desenvolvida. Reescrevendo-se o período, poderíamos ter, por exemplo, a seguinte construção:

A sociedade aguarda uma atitude do governo brasileiro que nada faz para amenizar o desemprego e a criminalidade no país.

Reparem como, agora, há um sentido e uma conexão entre as orações:

1) A sociedade aguarda uma atitude do governo brasileiro

2) que nada faz

3) para amenizar o desemprego e a criminalidade no país.

A segunda oração, introduzida pelo pronome relativo “que”, está subordinada à primeira (que é a principal), adjetivando-a; já a terceira acrescenta uma noção de finalidade à segunda oração. Há, no período, uma relação de subordinação, ou seja, de dependência. A segunda oração e a terceira pressupõem a presença de uma principal.

Bem, como vimos, para uma boa compreensão e progressão textual, é preciso que as ideias estejam bem conectadas, ou seja, que o período esteja coeso. Procurem se atentar a isso, principalmente quando forem escrever a redação!



CAIU NO ENEM

(ENEM 2011)

Cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante para diminuir o risco de infarto, mas também de problemas como morte súbita e derrame. Significa que manter uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente já reduz, por si só, as chances de desenvolver vários problemas. Além disso, é importante para o controle da pressão arterial, dos níveis de colesterol e de glicose no sangue. Também ajuda a diminuir o estresse e aumentar a capacidade física, fatores que, somados, reduzem as chances de infarto. Exercitar-se, nesses casos, com acompanhamento médico e moderação, é altamente recomendável.

ATALIA, M. Nossa vida. Época. 23 mar. 2009.

As ideias veiculadas no texto se organizam estabelecendo relações que atuam na construção do sentido. A esse respeito, identifica-se, no fragmento, que

a) a expressão “Além disso” marca uma sequenciação de ideias.

b) o conectivo “mas também” inicia oração que exprime ideia de contraste.

c) o termo “como”, em “como morte súbita e derrame”, introduz uma generalização.

d) o termo “Também” exprime uma justificativa.

e) o termo “fatores” retoma coesivamente “níveis de colesterol e de glicose no sangue”.

 

 

Comentários:

LETRA B: o conectivo “mas também” não expressa contrariedade, mas sim adição;

LETRA C: o termo “como” especifica a ideia ao enunciar exemplos e não generaliza, como afirmado;

LETRA D: O “também” não justifica e sim acrescenta informações;

LETRA E: o termo “fatores” tem sim função coesiva quando retoma a expressão “o estresse e aumentar a capacidade física” e não “níveis de colesterol e de glicose no sangue”, como afirmado.

Dessa forma, a única alternativa correta é a letra “A”, já que a expressão “Além disso” estabelece coesão, dando sequência às ideias ditas anteriormente.

 

Bem, galerinha, hoje fico por aqui.

Dúvidas, comentários, elogios...hehehe...tudo é bem-vindo!Smile

 



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria