Biomas brasileiros - Amazônia e Mata Atlântica

Olá pessoal, hoje mostraremos as principais paisagens vegetais brasileiras e as suas características.

Brasil e sua enorme biodiversidade 

As vegetações possuem uma relação direta com as características climáticas e pedológicas (solos) do espaço que se encontram, por exemplo, observamos as maiores formações vegetais nas áreas de maiores temperatura e umidade, por isso, normalmente estabelecemos uma tendência das características da vegetação com a altitude (quanto maior a altitude menor o porte da vegetação) e com a latitude (quanto maior a latitude menor o porte da vegetação). 

Obviamente não podemos esperar que a relação da vegetação com a altitude e com a latitude responda tudo sobre vegetação, por exemplo, a vegetação de estepe (borda de deserto), se encontra em latitudes médias e mesmo assim é de porte baixo, pois, se encontra em espaços de baixa umidade, lembre-se que devemos levar outros fatores como a umidade, a inclinação do relevo, a quantidade de nutrientes do solo e outros fatores, quando formos analisar uma vegetação.

A diversidade natural do Brasil e seu imenso território nos permite encontrar diversos tipos de formações vegetais, observe no mapa:

Florestas úmidas: São biomas compostos de vegetações de grande porte, verdes, com grandes folhas (latifoliadas) e grande densidade. São encontradas em áreas de climas Equatorial e Tropical úmido.

  • Floresta Amazônica (Equatorial): corresponde a aproximadamente 40% do território brasileiro, mesmo estando presente em outros países da América do Sul. É a maior floresta do mundo e ganha enorme destaque como banco genético (a Amazônia está no topo das reservas de biodiversidade do planeta).

Vale ressaltar que a Amazônia representa a área de expansão da fronteira agrícola da agropecuária no Brasil, tornando a questão do desmatamento a principal preocupação em relação ao cuidado com a Amazônia.

  • Mata Atlântica (Tropical oceânico): É o bioma mais desmatado do Brasil, ocupava originalmente o litoral do país e vem sendo desmatado desde o começo da ocupação. Desde o extrativismo do Pau-Brasil até a posterior ocupação urbana do litoral.

A Mata Atlântica também é um grande exemplo de biodiversidade, principalmente por possuir um relevo que acompanha o litoral, a altitude permite a existência de diferentes habitats no mesmo espaço, juntando enorme quantidade de espécies.

 No próximo post continuaremos a falar dos biomas brasileiros!

Como caiu no Enem!

(ENEM-2001) A Mata Atlântica, que originalmente se estendia por todo o litoral brasileiro, do Ceará ao Rio Grande do Sul ostenta hoje o triste título de uma das florestas mais devastadas do mundo. Com mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, hoje restam apenas 5% da vegetação original, como mostram as figuras.

Considerando as características histórico-geográficas do Brasil e a partir da análise das figuras é correto afirmar que:

a) as transformações climáticas, especialmente na Região Nordeste, interferiram fortemente na diminuição dessa floresta úmida.

b) nas três últimas décadas, o grau de desenvolvimento regional impediu que a devastação da Mata Atlântica fosse maior do que a registrada.

c) as atividades agrícolas, aliadas ao extrativismo vegetal, têm se constituído, desde o período colonial, na principal causa da devastação da Mata Atlântica.

d) a taxa de devastação dessa floresta tem seguido o sentido oposto ao do crescimento populacional de cada uma das Regiões afetadas.

e) o crescimento industrial, na década de 50, foi o principal fator de redução da cobertura vegetal na faixa litorânea do Brasil, especialmente da região Nordeste.

Até a próxima e bom estudo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gab: Letra C



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2017. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria