Estrutura Populacional e o Brasil - Formação da População Brasileira

A formação da população brasileira é um tema fundamental para compreensão de diversos processos barsileiros, sobretudo ligados à cultura e seus desdobramentos. Por exemplo, em locais marcados pela elevada concentração de negros (de origem africana - afrodescendentes) é comum o predomínio de religiões como candomblé (Salvador, por exemplo), mas como a nossa colonização foi essencialmente europeia e católica, também é muito comum o sincretismo das religiões africanas com o cristianismo (por exemplo, em Salvador, na cerimônia de lavagem da escadaria do Nosso Senhor de Bonfim).

Essa é a beleza do Brasil, a mistura e integração de culturas. Gilberto Freire defendia a ideia de nação brasileira levando em consideração a dimensão cultural do país.

No Brasil, existem os "mestiços" (talvez melhor representação do Brasil). Saõ os mais numerosos: o mulato (branco/negro), o caboclo ou mameluco (branco/índio) e o cafuzo (negro/índio). Além disso existem descendentes de espanhóis com portugueses, holandeses, japoneses, italianos, alemães e quase toda sorte de europeus e asiáticos. A diversidade é tão expressiva que certamente, alguém vai ficar de fora dessa postagem, precisaríamos de livros sobre o tema.

Em relação ao indígena temos que ter um cuidado ainda maior, pois é um tema recorrente nos ENEM, por isso, disponibilizei um anexo (Arquivo sobre o Censo Indígena de 2010 do IBGE no final da postagem) sobre o tema. Não deixem de ler, é fundamental e como foi divulgado recentemente possui grandes possibilidades no ENEM.

Para essa postagem, leia o anexo (já tomará bastante seu tempo) e retomaremos exercícios na próxima. Trataremos da Transição demográfica brasileira e seus processos. Não perca!

 



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria