Geologia - Estrutura (Dobramentos modernos, maciços antigos e as bacias sedimentares)

Olá pessoal, hoje veremos as três principais estruturas do relevo e as principais características para reconhecermos as mesmas.

 Dividiremos a estrutura do relevo em três principais: dobramentos modernos, maciços antigos e bacias sedimentares.

  •  Dobramentos Modernos: São grandes formações montanhosas originadas por choques de placas tectônicas (por isso formam os grandes dobramentos). Como já falamos, as áreas de encontro de placas tectônicas são espaços que recorrentemente sofrem com terremotos e atividades vulcânicas.

    Os dobramentos modernos também são reconhecidos por serem relevos de grande altitude e com formato pontiagudo (por ser mais recente, tende a ser menor erodido). A altitude também influencia na formação de grandes rios, pois, os topos das montanhas são áreas congeladas, mas essa parte será vista em um post mais à frente.

    Vale destacar que não temos dobramentos modernos no Brasil, por isso entendemos a baixa altitude média do território brasileiro.

     

    • Maciços antigos ( Escudo cristalino/ cráton) : São formações antigas, datadas do Pré-cambriano (mais de 550 milhões de anos), naturalmente muito erodidas.

    Apesar de serem relevos acidentados, os maciços antigos são mais baixos que os dobramentos modernos.

    Encontramos também materiais de rígida estrutura, com destaque para os minérios metálicos (ferro , manganês...) e para rochas como o granito.

    Os maciços cobrem 36% do território brasileiro, uma das razões para a vocação natural para a mineração que o Brasil possui.

     

    • Bacias Sedimentares: São as grandes áreas de deposição de sedimentos, localizados em baixas altitudes, por isso, muitas vezes são representados pelas planícies.

    Por receberem sedimentos de diferentes origens, as bacias sedimentares possuem as reservas de combustíveis fósseis (bacias de carvão e de petróleo) e se tornam áreas de intensa exploração.

    O Brasil possui 64% de seu território coberto de bacias sedimentares (incluindo áreas de derrame vulcânico).

     

    Na imagem abaixo podemos ver os escudos cristalinos (áreas que sofrem erosão e consequentemente mandam sedimentos para as áreas mais baixas) e as bacias sedimentares.

    Como caiu no Enem!

     (ENEM-2012) As plataformas ou crátons correspondem aos terrenos mais antigos e arrasados por muitas fases de erosão. Apresentam uma grande complexidade litológica, prevalecendo às rochas metamórficas muito antigas (Pré- Cambriano Médio e Inferior). Também ocorrem rochas intrusivas antigas e resíduos de rochas sedimentares. São três as áreas de plataforma de crátons no Brasil: a das Guianas, a Sul amazônica e a São Francisco.

    (ROSS, J. L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1998.)

     As regiões cratônicas das Guianas e a Sul amazônica têm como arcabouço geológico vastas extensões de escudos cristalinos, ricos em minérios, que atraíram a ação de empresas nacionais e estrangeiras do setor de mineração e destacam-se pela sua história geológica por

    a) apresentarem áreas de intrusões graníticas, ricas em jazidas minerais (ferro, manganês).

    b) corresponderem ao principal evento geológico do Cenozoico no território brasileiro.

    c) apresentarem áreas arrasadas pela erosão, que originaram a maior planície do país.

    d) possuírem em sua extensão terrenos cristalinos ricos em reservas de petróleo e gás natural.

    e) serem esculpidas pela ação do intemperismo físico, decorrente da variação de temperatura.

    Até a próxima e bom estudo!

     

     

     

     

     

     

     

    Gab: Letra A



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2017. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria