Vírus II

Olá monstrinhos da bio tudo bem? Essa aula será de grande importância, estudaremos como os diversos e mais importantes tipos de vírus fazem para se reproduzir na célula hospedeira. Para melhor entendimento dessa aula, é importante que assistam a aula de vírus I. Chega de papo de vamos ao que interessa, não deixem de CURTIR e compartilhar nas redes sociais. 

Vírus I:http://soumaisenem.com.br/biologia/programa-de-saude/programas-de-saude-...

Existem duas classificações básicas dos tipos virais, eles são divididos de acordo com o tipo de material genético que possuem. Na aula de hoje iremos demonstrar como esses vírus se comportam depois de parasitar suas células hospedeiras, para isso lembraremos os tipos de classificações virais.

Adenovírus: Vírus que carregam DNA.

RNA vírus: Vírus que possuem RNA.

Existe uma subdivisão do grupo dos RNA vírus, onde nós podemos encontrar mais quatro tipos virais:

* RNA fita positiva (+): Nesse tipo de vírus seu RNA atua diretamente como RNAm (mensageiro) viral, podendo ser diretamente traduzido pelos ribossomos citoplasmáticos da célula alvo, gerando rapidamente proteínas virais.

exemplos: Flavivírus (dengue / febre amarela) e Coronavírus (resfriados comuns).

* RNA fita negativa (-): O RNA desses tipos virais não pode atuar diretamente como RNAm, eles devem sofrer uma transcrição em outra fita complementar de RNA através de uma RNA replicase. Esse processo origina uma nova fita que pode atuar como RNAm viral.

exemplos: Rhabdovírus (raiva), Rubulavírus (rubéola) e Influenza (gripes).

* RNA dupla fita (ds): Uma das fitas de RNA desse tipo de vírus atua como RNAm viral, a outra é apenas um molde para replicação de novos materiais genéticos.

exemplos: Rotavírus (gastroenterite)

* Retrovírus: Esse tipo de vírus possui um RNA que sofrerá transcrição reversa, produzindo um DNA viral que é integrado ao genoma da célula hospedeira. Posteriormente esse DNA viral é transcrito em RNAm viral, dando início ao processo de síntese protéica.

exemplo: HIV (AIDS).

Vamos agora estudar com mais detalhes esses mecanismos, a partir deles iremos realizar uma questão para treinar nossos conhecimentos visando o ENEM.

Figura I - esquema mostrando os metabolismos virais.

Fonte: http://www.vestibular.uerj.br/portal_vestibular_uerj/index_portal.php

De acordo com a figura, vamos identificar os principais tipos de metabolismos virais em questão.

Vírus I: Apresenta um RNA incial que sofre ação da enzima transcriptase reversa, essa enzima catalisa a reação de transcrição reversa que consiste da produção de DNA viral. Esse DNA viral será integrado ao genoma nuclear, posteriormente sofrendo uma transcrição normal o que dará origem ao RNAm viral. Esse RNAm viral será traduzido pelos ribossomos celulares gerando novas proteínas virais. Com isso o ciclo se fecha e os novos vírus formados irão se encaminhar para fora da célula, invadindo posteriormente outras hospedeiras.

Qual seria esse tipo de vírus?

Vírus II: Apresenta um RNA fita única que após invadir a célula não sofre diretamente tradução, ao invés disso ele está sendo transcrito em outra fita de RNA por meio de uma enzima RNA replicase. Essa nova fita de RNA formada pode atuar como RNAm viral, sendo traduzida nos ribossomos celulares e gerando proteínas virais. Após o final desses eventos, os novos vírus formados extravazam da célula, renovando a população de vírions.

Qual seria esse tipo de vírus?

Vírus III: Possui RNA que já atua como mensageiro viral assim que entra na célula alvo, sofrendo diretamente tradução pelos ribossomos e dando origem a proteínas virais. O ciclo se completa rapidamente e os novos vírus irão invadir novas células.

Qual seria esse tipo de vírus?

Vírus IV: Possui um RNA com dupla hélice onde uma delas, representada em azul, atua como RNAm viral, sofrendo tradução pelos ribossomos da célula hospedeira e gerando novos vírus. A outra fita complementar de RNA atua como molde para replicação do material genético que será colocado nos novos exemplares virais.

Qual seria esse tipo de vírus?

OBS: o vídeo abaixo mostra a resposta.

Como isso poderia ser cobrado no ENEM?

A ciência vem desenvolvendo diversos métodos de tratamento para curar ou amenizar doenças de cunho genético. Um desses métodos se chama terapia genética ou geneterapia, que consiste na introdução de genes funcionais nas células humanas que possuem algum defeito no material genético. Através desse método, as células que ganharam o gene podem produzir proteínas normais e apresentar um importante quadro de melhoria para o paciente doente. Uma das técnicas para inserir o gene normal dentro da célula alterada é o uso de vetores virais, que conseguem aumentar a eficiência do processo, aumentando até mesmo a especificidade para quais células queremos tratar. Assinale a alternativa que indica o principal tipo de vírus usado como vetor da geneterapia e o motivo correto para essa utilização:

a) RNA vírus fita positiva. Por ter o ciclo de reprodução mais rápido, esse tipo de vírus aumenta o sucesso da geneterapia, podendo inserir o gene normal em várias células utilizando menos tempo.

b) RNA vírus fita negativa. Esse tipo de vírus apresenta a enzima que consegue integrar o gene humano na célula hospedeira, o que se torna crucial para que o tratamento seja duradoudo.

c) Retrovírus. É o tipo de vírus recomendado pois possui a capacidade de integrar um material genético que carrega no genoma da célula hospedeira por meio das enzimas de integração. 

d) RNA vírus fita dupla. É o mais utilizado por garantir mais estabilidade para o gene que será transplantado para célula hospedeira, consequentemente são evitadas mutações indesejáveis no gene funcional.

e) Retrovírus. São os únicos que possuem a enzima transcriptase reversa, e por isso são os mais utilizados. Essa enzima possui como função a integração do RNA presente no vírus no genoma da célula-alvo, garantindo com isso a inserção do gene funcional.

Gabarito: Letra C

Para detalhar um pouco mais essa aula de hoje, vamos observar uma nova figura e entender melhor o metabolismo desses vírus.

a

Figura II - Ilustração de três metabolismos virais.

O vídeo abaixo explica melhor os mecanismos mostrados na figura.

 

É isso aí monstrinhos da bio, espero que tenham gostado da aula. Não deixem acompanhar as aulas e as notícias do Sou Mais ENEM, elas são muito importantes para o nosso sucesso na prova. Um grande beijo e bons estudos.



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2018. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria