Sistema Reprodutor Masculino

Olá monstrinhos da bio tudo bem? Espero que sim!!! Nessa aula de hoje vamos iniciar o estudo dos sistemas reprodutores, começando pelo masculino. Chega de conversa e vamos humilhar nos estudos! EIRAAAA!

O sistema reprodutor é o sistema responsável pela produção de gametas e de maior quantidade dos hormônios sexuais. A produção de gametas consiste num processo chamado gametogênese, que ocorre nas gônadas, esses gametas serão lançados em cavidades distintas dependendo do sexo do indivíduo.

No caso do macho, o processo de produção de gametas se chama espermatogênese e ocorre nos testículos.

Anatomia do sistema reprodutor masculino:

O sistema reprodutor masculino é formado pelas seguintes estruturas:

Saco escrotal (escroto): bolsa onde se encontram os dois testículos.

Testículos: gônadas masculinas onde ocorre a produção de testosterona e espermatogênese.

Epidídimos: Uma espécie de bolsa agregada aos testículos onde ocorre o armazenamento dos espermatozóides.

Canais deferentes: tubos por onde passam os espermatozóides até chegarem a próstata.

Próstata: local onde ocorre a produção do líquido prostático.

Vesícula seminal: local onde ocorre a produção do líquido seminal.

Uretra: ducto formado na prostata pela união dos dois canais deferentes, responsável pelo deslocamento do sêmen e da urina através do pênis.

Glândulas bulbouretrais: produção de líquido lubrificante alcalino.

Pênis: órgão responsável pela cópula e ejaculação.

a

Figura I - Ilustração mostrando a anatomia do sistema reprodutor masculino.

Testículos:

O testículo é uma gônada importante onde encontraremos basicamente três tipos de células. 

Espermatogônias: células que sofrem meiose para produzir os espermatozóides. Esse processo é influenciado pelo hormônio testosterona e pelo hormônio FSH.

Células de Leydig: Células responsáveis pela produção de testosterona.

Células de Sertolli: células responsáveis pelo estímulo da espermatogênese.

Os testículos apresentam em seu interior uma série de tubos microscópicos onde os espermatozóides são formados, esses tubos são denominados túbulos seminiferos. Após formados, os espermatozóides são armazenados em bolsas que se localizam na parte superior dos testículos denominados epidídimos.

a

Figura II - Ilustração mostrando um testículo, um esquema de testículo em corte longitudinal e uma ampliação de um túbulo seminífero em corte transversal.

Próstata:

A próstata é responsável pela produção do líquido prostático. Esse líquido irá compor o sêmen e sua função é alcalinizar a uretra masculina, o canal vaginal e o útero da mulher, aumentando a sobrevida dos espermatozóides.

Vesícula Seminal:

A vesícula seminal é responsável pela produção do líquido seminal, esse líquido possui carboidratos importantes para produção energética do espermatozóide, garantindo energia para seu deslocamento, além de possuir aminoácidos para síntese de enzimas importantes para fecundação.

Glândulas bulbouretrais:

Essas glândulas produzem um líquido alcalino cuja função é alcalinizar o interior da uretra masculina e lubrificar o pênis para a relação sexual. É importante ressaltar que esse líquido NÃO contém espermatozóides.

Atenção: Monstrinhos gostaria de ressaltar aqui a composição do sêmen, esse é o líquido liberado quando o macho ejacula. Ele é composto por espermatozóides provenientes dos testículos, líquido prostático e líquido seminal.

Anatomia do espermatozóide:

a

Figura III - ilustração mostrando a anatomia básica de um espermatozóide.

Acrossoma: parte frontal da cabeça do espermatozóide, neste local ocorre a síntese e liberação da enzima hialuronidase, responsável por sua penetração no gameta feminino.

Núcleo: envoltório contendo a parte haplóide (n=23) dos cromossomos provenientes do macho genitor.

Centríolos: estruturas responsáveis pela produção dos microtúbulos que irão se alongar pelo flagelo proporcionando movimentação ao espermatozóide.

Peça intermediária: região onde encontra-se diversas mitocôndrias que produzem energia para o movimento do flagelo.

Flagelo: sua movimentação gera locomoção aos espermatozóides.

Como esse assunto poderia ser cobrado no ENEM??


Os exames de toque retal são muito importantes no sexo masculino para detectar alguma anomalia na próstata, o exame consiste na introdução do dedo indicador por meio do esfíncter anal do paciente onde o médico ira perceber por meio do toque na mucosa intestinal se houve variação do volume da próstata. Assinale a alternativa que mostra a importância desse órgão para o sucesso da fecundação, e quais seriam as principais suspeitas de diagnóstico caso a próstata se mostre com um grande aumento de volume ao ser examinada no toque retal.

a) A próstata produz o chamado líquido prostático, contendo carboidratos e aminoácidos importantes para o espermatozóide, seu aumento de volume pode indicar uma hiperfunção e alta atividade sexual do paciente.

b) A próstata produz o líquido seminal, esse líquido produz uma alcalinização do útero da mulher, o que aumenta a sobrevida dos espermatozóides. Seu aumento de volume pode indicar um tumor.

c) A próstata produz o líquido prostático, esse líquido possui o papel de alcalinizar o pH da uretra e do útero da mulher. Seu aumento de volume pode indicar um câncer.

d) A próstata possui como função a produção dos espermatozóides, seu aumento de volume indica o acúmulo de gametas e a falta de relações sexuais do paciente.

e) A prostata produz o líquido prostático, esse líquido lubrifica a uretra peniana e aumenta a acidez. Seu aumento de volume pode indicar um tumor malígno.

 

Gabarito: Letra C

 

 

 



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2017. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria