Ecologia: Relações Ecológicas (Parte 01)

 

Olá amigos, como vão? Espero que gostem dessa aula de hoje, estamos avançando bastante no estudo da Ecologia que é um tema crucial no ENEM. Vamos começar essa aula comentando o principal enfoque dela.

  Nas aulas de Relações Ecológicas nos estudaremos os principais tipos de interações entre 2 seres vivos de espécies iguais ou diferentes, bem como as interações entre populações

Devemos começar essa aula realizando algumas definições importantes:

Relações harmônicas = Quando nenhum dos seres que se relaciona sofre prejuízo.

Relações desarmônicas = Quando pelo menos um dos seres que se relaciona sofre prejuízo.

Relações Intraespecíficas = Entre seres da mesma espécie

Relações Interespecíficas = Estre seres de espécies diferentes.

CAIU NO ENEM!!!!!!! Questão 57 de 2011 (prova azul)

_________________________________________________________

O controle biológico, técnica empregada no combate a espécies que causam danos e prejuízos aos seres humanos, é utilizado no combate à lagarta que se alimenta de folhas de algodoeiro. Algumas espécies de borboleta depositam seus ovos nessa cultura. A microvespa Trichogramma sp. introduz seus ovos nos ovos de outros insetos, incluindo os das borboletas em questão. Os embriões da vespa se alimentam do conteúdo desses ovos e impedem que as larvas de borboleta se desenvolvam. Assim, é possível reduzir a densidade populacional das
borboletas até níveis que não prejudiquem a cultura.

A técnica de controle biológico realizado pela microvespa Trichogramma sp. consiste na

A) introdução de um parasita no ambiente da espécie que se deseja combater.
B) introdução de um gene letal nas borboletas, a fim de diminuir o número de indivíduos.
C) competição entre a borboleta e a microvespa para a obtenção de recursos.
D) modificação do ambiente para selecionar indivíduos melhor adaptados.
E) aplicação de inseticidas a fim de diminuir o número de indivíduos que se deseja combater.

Gabarito: Letra A

 

Começaremos essa aula focando nas relações interespecíficas desarmônicas onde pelo menos um dos seres que se relaciona sofre prejuízo.

               Vamos lembrar que eles devem ser de espécies diferentes ja que se enquadram na categoria de interespecíficas.

Começaremos falando da relação mais famosa e que ja foi discutida na aula de cadeia alimentar, onde um ser (predador) se alimenta de outro (presa).

Relação: Predatismo (+/-)

               Monstrinhos, os símbolos presentes dentro do parênteses servem para indicar que uma das espécies se beneficia com a relação (no caso o predador) e a outra sofre um dano (no caso a presa). Para isso, devemos colocar o sinal de + para o predador e - para a presa.

Essa relação consiste na base da cadeia alimentar, onde um ser busca outro para obter seu alimento e energia. Para ser considerado predatismo, o predador deve buscar a morte da presa.

Exemplos: carnívoros e herbívoros que comem sementes.

Aqui vão alguns vídeos interessantes mostrando um pouco dessa relação:

                Atenção!!! Amigos os vídeos possuem imagens fortes, se alguém ai não se sente bem vendo esse tipo de ação, é aconselhavel pular os vídeos. =D

Orca caçando:

                O título do vídeo é "as baleias orca caçando". Devemos lembrar que orcas são golfinhos da espécie Orcinus orca e membro da família dos golfinhos Delphinidae.

 

Guepardos caçando:

 

Leões caçando:

A relação de predação, além de ser importante para o predador conseguir alimento, também é um importantíssimo controle populacional para as populações de presas e de predadores.

Relação: Competição (- / -)

Nessa relação os seres competem basicamente por espaço e alimento. Ou seja, seres que possuem nichos ecológicos parecidos vão competir por algum recurso, mobilizando um gasto energético para realizar essa competição caracterizando assim um prejuízo para os mesmos, mesmo para aquele que venceu a competição.

A competição também é um importante controle populacional, garantindo uma regulação dos números de indivíduos entre os seres que competem.

Relação: Amensalismo ou Antibiose (0/-)

Nessa relação um dos seres produz uma substância tóxica que impede a proliferação ou desenvolvimento de outro ser.

         Monstrinhos da Bio neese caso, aquele que produziu a toxina é representado pelo (0), houve um gasto energético para produzir a toxina e um benefício pelo outro ser não conseguir se desenvolver evitando assim uma futura competição, consequentemente consideramos isso como um saldo nulo.

Ja o indivíduo que não conseguiu se desenvolver sofreu um prejuízo, recebendo assim o símbolo (-).

Exemplos: Fungos que produzem antibióticos contra bactérias, algas plantônicas que produzem toxinas (maré vermelha), algumas plantas produzem substâncias tóxicas pela raíz que impede o desenvolvimento de sementes e as folhas de eucaliptos quando caem no solo também geram toxinas com a mesma finalidade.

Foto ilustrando o fenômeno da maré vermelha:

http://3.bp.blogspot.com/--bxzOJR_V00/TXlgRgD5DVI/AAAAAAAARRo/6Uz2KS_IdgM/s1600/KLIMA%2BNATURALI%25E2%2584%25A2.png

 

Documentário muito interessante falando sobre a importância dos antibióticos e o seu mecanismo de ação.

 

Relação: Parasitismo (+/-)

Relação onde o parasita (+) busca nutrientes do hospedeiro (-), sem visar sua morte. 

Conceitos importantes:

Endoparasita: quando os parasitas se encontram dentro do corpo do hospedeiro.

exemplos: Leishmania donovani (protozoário causador da Leishmaniose), Trypanossoma cruzi (protozoário causador da doença de Chagas), Clostridium tetani (bactéria causadora do tétano).

Ectoparasita: quando os parasitas se encontram fora do corpo do hospedeiro.

exemplos: pulgas, carrapatos, piolhos, sanguessugas, mosquitos.

Holoparasitas: parasitas que visam roubar matéria orgânica do hospedeiro

exemplo: todos os citados acima.

Hemiparasita: parasitas que visam roubar apenas água e sais minerais.

exemplo: erva-de-passarinho roubando xilema de outras plantas.

Uma árvore sendo tomada pela erva-de-passarinho

a

Vídeo mostrando parasitas em humanos:

 

Trypanossoma cruzi invadindo um organismo:

 

Relação: Esclavagismo ou sinfilia (+/-)

Essa relação também pode ser chamada de escravismo, pois um indivíduo se aproveita do trabalho de outro para seu benefício chegando a escravizar ou manter a espécie escravizada num tipo de cativeiro.

Exemplo: Humanos que se aproveitam da produção de mel das abelhas.

Humanos que se aproveitam da produção de frutos de vegetais.

E o exemplo clássico das formigas que se aproveitam quando pulgões sugam floema de um caule. As formigas se alimentam do material excretado pelos pulgões e muitas vezes criam formigueiros que envolvem os caules onde os pulgões parasitam.

 

          Na próxima aula veremos outras relações ecológicas meu amigos. Este é um assunto bem extenso e importantíssimo no ENEM e em outros vestibulares. Procurem dar uma atenção especial. Não deixem de curtir e compartilhar, um grande beijo! Bruno Pires



@ copyright ( Sou + ENEM ) 2014. Todos os Direitos reservados.

Logo Webteria